Minho de André Soares

  • Destino: ,
  • Duração: 4 dias
  • De: 05/10/2017
  • a: 08/10/2017
  • Preço: 595€

tryart

Com Eduardo Pires de Oliveira

São três os principais locais da arte rococó de cariz religioso no mundo: a Baviera (Alemanha), o Minho e Minas Gerais (Brasil). No Minho avulta a obra de André Soares; a arte de Minas Gerais também lhe é muito devedora.

André Soares foi, pode dizer-se, um caso singular. As suas obras têm uma monumentalidade única no contexto da arte em Portugal. Algumas parecem uma erupção vulcânica, tal é a sua força; outras parecem irreais. Mais do que arquitectura ou talha, os seus trabalhos são pura cenografia. Ele transformou tudo aquilo em que tocava!

Preço por Pessoa em Quarto Duplo (Partida de Lisboa)

595€

Preço por Pessoa em Quarto Duplo (Partida do Porto)

555€

 

Suplemento Quarto Individual

80€

Programa inclui:

  • Acompanhamento por parte de Eduardo Pires de Oliveira desde Braga;
  • Acompanhamento de um representante Tryvel;
  • Circuito em autocarro de turismo;
  • 3 noites no Villa Garden Hotel em Braga 4*;
  • Todas as entradas e visitas conforme programa;
  • Pensão completa (desde o almoço do primeiro dia ao almoço do ultimo dia);
  • Bebidas às refeições;
  • Seguro de viagem;
  • Bolsa e livro de viagem contendo material informativo sobre os locais a visitar;
  • Livro “Estudos sobre André Soares” de Eduardo Pires de Oliveira.
  • Programa não inclui:

    • Gratificações a guias e motoristas;
    • Tudo o que não esteja como incluído de forma expressa;
    • Despesas de carácter particular designados como extras.

     

    Nota: A presente cotação está sujeita a reconfirmação mediante as disponibilidades de voo e hotéis à data da vossa reserva. Os valores acima apresentados poderão sofrer eventuais alterações em caso de significativas oscilações cambiais e/ou de custos de combustível e/ou eventuais novas taxas, tendo em conta a atual conjuntura internacional.

1º Dia – Lisboa / Porto / Guimarães / Braga
Comparência em Sete Rios (junto à entrada principal do Jardim Zoológico) pelas 8H00 para saída em Guimarães (passagem pelo Porto). Almoço num restaurante local, seguido de visita ao Convento de Santa Rosa de Lima, um edifício singular, implantado em pleno centro nevrálgico da cidade, cujas características arquitetónicas marcam mesmo parte do imaginário medieval desconhecido até dos vimaranenses, e igreja dos Santos Passos do séc. XVI, mais tarde reconstruída por André Soares, uma esguia igreja barroca no Largo de São Gualter. Visita da Igreja de São Francisco e passeio pedonal pelo centro histórico de Guimarães apreciando as fachadas e varandas de madeira. Chegada a Braga no final do dia. Jantar e alojamento no Hotel Villa Garden Braga 4*
2º Dia – Braga / Tibães / Braga
Após o pequeno almoço no hotel saída para visita da Capela de Santa Maria Madalena da Falperra, um lento trabalho iniciado no século XVI que culminou apenas em 1763 e do Bom Jesus do Monte, o mais complexo sacromonte da humanidade. Almoço em restaurante local. De tarde, saída para visita ao Mosteiro de Tibães, a casa-mãe da Congregação Beneditina de Portugal e Brasil. Jantar no restaurante da hospedaria de Tibães com colóquio sobre gastronomia beneditina. Regresso ao hotel para alojamento.
3º Dia – Braga / Viana do Castelo / Ponte de Lima / Arcos de Valdevez / Braga
Pequeno-almoço no hotel e saída em direção a Viana do Castelo: visita da Igreja da Sª da Agonia cuja arquitectura é um bom exemplo do barroco minhoto; a talha é rococó, foi concebida por André Soares; convento de S. Domingos, que subsiste do antigo convento fundado pelo Dominicano D. Frei Bartolomeu dos Mártires, o Arcebispo Santo; capela da Casa da Praça ou dos Malheiros Reimão, um dos mais belos exemplares da arquitetura rocócó portuguesa e, segundo Robert Smith, um dos melhores exemplares de talha minhota em estilo rococó. Almoço num Restaurante local em Ponte de Lima. No regresso a Braga paragem em Arcos de Valdevez para visita da igreja da Lapa, singular pelas soluções arquitectónicas, nomeadamente pela implantação no ponto mais alto da antiga vila, a igreja Matriz, com os seus invulgares putti no retábulo do Santíssimo Sacramento e da Igreja do Espírito Santo, uma construção de uma só nave e capela-mor, recheada da melhor talha maneirista do norte de Portugal e dos melhores púlpitos do barroco regional do Minho. Chegada a Braga no final do dia. Jantar e alojamento no hotel.
4º dia – Braga / Porto / Lisboa
Após o pequeno almoço, visita da cidade de Braga, dando destaque às obras de André Soares: Capela dos Monges, a obra-prima de André Soares, continua a ser um mistério pois nada se sabe sobre a história da sua construção; a igreja dos Congregados, construída durante algumas décadas, desde 1703, o Antigo Paço Episcopal, a primeira obra conhecida de arquitectura de André-Soares, a Câmara Municipal, a capela de Nossa Senhora da Torre, onde, durante anos, quem quisesse entrar na cidade, teria de passar pelo seu interior, Palácio do Raio, a obra-prima do rococó civil português, e um dos mais interessantes no panorama europeu. Almoço num restaurante local e inicio da viagem de regresso a Lisboa, com passagem pelo Porto.

Chegada a Lisboa no final do dia.

programa_MinhoAndreSoares