O Iluminismo Português e o Terramoto de Lisboa 1755

  • Destino: ,
  • Duração: 1 dia
  • De: 01/11/2017
  • a: 01/11/2017
  • Preço: 30€

tryart

Com Miguel Soromenho e convidado Especial Domingos Amaral

É este o nosso desafio para o próximo dia 1 de Novembro, data em que se completam 262 anos sobre o Terramoto de Lisboa de 1755… uma tarde de “visita”, pela mão de Miguel Soromenho, do Museu Nacional de Arte Antiga, ao período mais faustoso da nossa história, a grandiosa época de D. João V (1706-1750) e seu magnífico reinado e obras, e de seu filho D. José, que lhe sucedeu, mas também por Domingos Amaral e seus impressionantes relatos desse terramoto que destruiu uma das mais belas cidades da sua época e toda a sua a herança cultural e patrimonial… qual Torre de Babel.

Com D. João V Portugal viveu o seu período mais áureo e esplendoroso. O ouro do Brasil, associado a um monarca de grande visão e iniciativa, enriqueceu cultural e arquitetonicamente (o denominado “barroco joanino”) o país, mas essencialmente a sua capital. Entre as inúmeras obras, destacam-se o Aqueduto das Águas Livres, a Capela de São João Baptista na Igreja de São Roque, o Palácio das Necessidades, o Palácio e Convento de Mafra, símbolo máximo da riqueza desse reinado. Desde a formação intelectual à modernização do ensino, nas artes, nas letras e na música, mas também no campo científico e técnico, nada foi esquecido por este monarca. Em 1750, à data da sua morte, Lisboa vivia, indubitavelmente, uma época de enorme fausto, grandiosidade e prestígio internacional, e assim continuou até 1755… mas o que ocorreu a seguir?

Com Miguel Soromenho e convidado Especial Domingos Amaral
Domingos Amaral, autor da obra “Quando Lisboa Tremeu” relato-nos assim o dia 1 de Novembro de 1755… “A manhã nasce calma na cidade, mas na prisão da Inquisição, no Rossio, irmã Margarida, uma jovem freira condenada a morrer na fogueira, tenta enforcar-se na sua cela. Na sua casa em Santa Catarina, Hugh Gold, um capitão inglês, observa o rio e sonha com os seus tempos de marinheiro. Na Igreja de São Vicente de Fora, antes da missa começar, um rapaz zanga-se com a sua mãe porque quer voltar a casa para ir buscar a sua irmã gémea. Em Belém, um ajudante de escrivão assiste à missa, na presença do rei D. José. E, no Limoeiro, o pirata Santamaria envolve-se numa luta feroz com um gangue de desertores espanhóis.

De repente, às nove e meia da manhã, a cidade começa a tremer. Com uma violência nunca vista, a terra esventra-se, as casas caem, os tetos das igrejas abatem, e o caos gera-se, matando milhares. Nas horas seguintes, uma onda gigante submerge o Terreiro do Paço, e durante vários dias incêndios colossais vão aterrorizar a capital do reino. Perdidos e atordoados, os sobreviventes andam pelas ruas, à procura dos seus destinos. Enquanto Sebastião José de Carvalho e Melo tenta reorganizar a cidade, um pirata e uma freira tentam fugir da justiça, um inglês tenta encontrar o seu dinheiro, e um rapaz de doze anos tenta encontrar a sua irmã gémea, soterrada nos escombros”.

O nosso programa iniciar-se-á no Terreiro do Paço, com Miguel Soromenho, que nos convidará a subir ao Arco da Rua Augusta, de onde nos fará toda uma memória descritiva da vida, reinado e obra de D. João V, bem como do contexto político e social da época, num relato memorável, seguindo-se a visita do Lisboa Story Centre, onde para lá do vídeo de reconstituição do Terramoto precedido de um tsunami que tragou o Terreiro do Paço, Domingos Amaral fará o relato e reconstituição desse fatídico acontecimento, seus efeitos e consequências.

Junte-se a nós sob o lema “Learn, Discover and Try”.

Preço por Pessoa

30 €

Programa inclui:

  • Acompanhamento de Miguel Soromenho;
  • Convidado especial: Domingos do Amaral;
  • Acompanhamento por um responsável da TRYVEL durante toda a viagem;
  • Todas as visitas mencionadas no itinerário;
  • Todos os impostos aplicáveis;
  • Seguro Multiviagens.

Programa não inclui:

  • Tudo o que não esteja como incluído de forma expressa;
  • Despesas de caráter particular designados como extras.

1º Dia – Lisboa
• 15h30 – Concentração dos viajantes defronte da Estátua Equestre de D. José I;
• 16h00 – Início da visita no alto do arco da Rua Augusta. Alocução do historiador de Arte Miguel Soromenho sobre a Lisboa Joanina;
• 17h30 – Visita ao Lisboa Story Centre com audioguias;
• 18h00 – Sessão em sala do Lisboa Story Centre com o escritor Domingos Amaral sobre o Terramoto de Lisboa baseado na sua obra “Quando Lisboa Tremeu”;
• 19h30 – Fim da sessão.
programa_terramoto