Vinhos da Região do Tejo

tryart

Com Maria João de Almeida

Em 2009, o Ribatejo ganhou uma nova indicação geográfica e passou a chamar-se Tejo, um nome inconfundível e marcante por ser um dos principais rios portugueses, reconhecido nacional e internacionalmente. Nos últimos anos, a região ribatejana tem-se convertido e adaptado aos novos hábitos de consumo. Casas tradicionais bem conhecidas dos enófilos têm hoje uma boa diversidade de vinhos com qualidade muito consistente, e novos produtores foram surgindo, ajudando assim na melhoria da imagem dos vinhos do Ribatejo.

Preço em Quarto Duplo

620€

Suplemento Quarto Individual

80€

 

Programa inclui:

  • Acompanhamento da jornalista e crítica de vinhos Maria João de Almeida durante toda a viagem;
  • Acompanhamento por um responsável da Tryvel durante toda a viagem;
  • 2 noites de alojamento;
  • Pensão Completa incluindo bebidas;
  • Transporte como indicado no programa;
  • Todas as visitas mencionadas no itinerário;
  • Todos os impostos aplicáveis;
  • Radioguias;
  • Seguro Multiviagens.

Programa não inclui:

  • Gratificações;
  • Tudo o que não esteja como incluído de forma expressa;
  • Despesas de carácter particular designados como extras.

INFORMAÇÕES | RESERVAS
Carla Ferreira | Telf.: 215 927 076 | carla.ferreira@nulltryvel.pt

1º Dia – Lisboa / Vila Franca de Xira / Almeirim / Alpiarça / Golegã
08h00 – Encontro dos viajantes em Sete Rios, defronte da porta principal do Jardim Zoológico.
8h15 – Partida de autocarro para Vila Franca de Xira. Visita guiada ao EVOA – Espaço de Visitação e Observação de Aves. Seguidamente partimos para Almeirim para visitar a Quinta de Alorna com prova de vinhos incluída. O nome Alorna está ligado à vida atribulada e heroica de D. Pedro Miguel de Almeida Portugal, que, entre outros importantes cargos, foi vice-rei da Índia, função que o fez viver perigosas aventuras, como a conquista da Praça da Alorna, a qual deu mais tarde origem ao nome da sua propriedade. Almoço em Santarém no Restaurante Taberna Ó Balcão. A seguir ao almoço visita e prova de vinhos na Quinta da Lagoalva finalizando com um passeio de charrete. A Quinta da Lagoalva, junto à vila de Alpiarça, além de vinho, produz azeite, cortiça, cereais, cria vacas, ovelhas e cavalos lusitanos, e tem floresta numa propriedade com cerca de sete mil hectares. Jantar no Restaurante O Taxo, situado no Cartaxo. Check in e alojamento no Hotel Lusitano 4* (Golegã).
2º Dia – Golegã / Almeirim / Santarém / Golegã
Partida para Muge para visitar a Casa Cadaval com prova de vinhos. Esta propriedade pertence à família Álvares Pereira de Mello (Cadaval) há quase quatro séculos. Nas últimas gerações, a propriedade tem sido gerida apenas por mulheres. A atual responsável é a condessa SchönbornWiesentheid e Marquesa de Cadaval, Teresa Schönborn-Wiesentheid, que ainda tem ligações à família que possui o império Hermés. Almoço no Restaurante Marisqueira Paulo’s, em Almeirim. De tarde visita à Quinta do Casal Branco com espetáculo equestre. A propriedade mantém-se na posse da família Braamcamp Sobral desde 1775. Tem cerca de 1100 hectares de terreno com uma vasta tradição agrícola e vitivinícola, sendo uma das pioneiras em inovação tecnológica na região, nomeadamente pelos equipamentos da adega. Visita ao Jardim das Portas do Sol em Santarém seguido de jantar no Restaurante Dois Petiscos. Regresso à Golegã. Alojamento.
3º Dia – Golegã / Almeirim / Samora Correia / Lisboa
Check out com bagagens. O último desta viagem de Enoturismo começa com a visita à Adega Fiuza & Bright, em Almeirim. A Adega Fiuza, com tradições bem enraizadas, faz parte de um património histórico na produção de vinhos de qualidade nesta cidade. Num esforço de conjugação da tradição vinícola com a tecnologia mais moderna, a adega encontra-se devidamente equipada para a produção de vinhos de qualidade. A histórica Adega foi alvo de uma intervenção artística por dois conhecidos graffitters portugueses que transformaram o edifício, aliando arte e vinho num só espaço. Em Samora Correia o grupo terá uma visita às instalações e prova de vinhos na Companhia das Lezírias, seguido do almoço de despedida especial. A Companhia das Lezírias é a maior exploração agropecuária e florestal existente em Portugal. São milhares de hectares divididos pelas mais diversas culturas, pastagem e reserva natural, cento e quarenta dos quais têm vinha. Após esta visita regresso a Lisboa.

FIM DA VIAGEM

programa_tejo