Arquitetura Contemporânea em Portugal: pelo Norte & Porto

tryart

Com Ana Magalhães

Ana Magalhães é arquiteta, mestre em Teoria de Arquitetura com uma tese sobre o “Hotel Ritz no contexto da Arquitetura portuguesa do século XX” e doutorada em Arquitetura com uma tese intitulada “Migrações do Moderno. Arquitetura na Diáspora – Angola e Moçambique (1948-1975)”. É docente na Universidade Lusíada de Lisboa desde 1990. Publicou o livro “Moderno Tropical – Arquitetura em Angola e Moçambique, 1948-1975” (Tinta da China, 2009), premiado com o DAM Architectural Book Award 2010 na categoria de História de Arquitetura. Investiga sobre o património arquitetónico do século XX, com especial incidência sobre o património arquitetónico moderno no período colonial, tema sobre o qual tem publicado diversos artigos. Exerce arquitetura em regime de profissão liberal e é sócia do Atelier do Convento – Arquitetos.

Arquitetura Contemporânea em Portugal: pelo Norte & Porto

Em meados do século XX, o movimento arquitetónico em Portugal passou a inspirar-se na modernidade, criando, adaptando e reabilitando espaços históricos dando-lhes novas funções, condições e traços criativos. É este o nosso desafio ao lançarmos um projeto, sob a marca TRYART, dedicado à Arquitetura Contemporânea, tutelado por alguém que o interpreta e partilha o seu conhecimento, como ninguém.

O nosso desafio começa pelo norte do nosso país, designadamente pelo Porto, porque é na “cidade invicta” que vivem e trabalham dois dos mais destacados arquitetos portugueses da atualidade – Álvaro Siza Vieira.l, distinguido com o prémio Pritzker em 1952, considerado o Prémio Nobel da Arquitetura, e Eduardo Souto Moura, que da mesma forma foi laureado com tal prémio em 2011.

Está viagem ao Porto irá permitir conhecer o percurso criativo destes arquitetos, passando ainda por Braga, Santo Tirso e Marco de Canaveses, para visitar algumas das mais iconic as obras destes autores, como o Estádio de Braga, de Souto Moura, a Igreja de Marco de Canaveses de Siza Vieira ou o Museu da Escultura Contemporânea, onde se cruzam as linguagem dos dois arquitetos.

Preço por Pessoa Quarto Duplo

(Nº mínimo de participantes 20 pessoas)

€1.100

Suplemento Quarto Individual

€175

Suplemento cobertura de Seguro COVID

€20

Programa inclui:

  • Acompanhamento da Arquiteta Ana Magalhães durante toda a viagem;
  • Acompanhamento por um responsável da Tryvel durante toda a viagem;
  • 3 noites de alojamento nos Hotéis mencionados ( categoria 4* );
  • Pensão Completa com bebidas incluídas ( 7 Refeições – 4 almoços um dos quais em restaurante com 1 Estrela Michelin + 3 Jantares ) ;
  • Transporte como indicado no programa;
  • Todas as visitas mencionadas no itinerário;
  • Todos os impostos aplicáveis;
  • Kit de Higiene e Segurança COVID 19;
  • Audioguias;
  • Seguro Multiviagens.

Programa não inclui:

  • Gratificações;
  • Tudo o que não esteja como incluído de forma expressa;
  • Despesas de carácter pessoal.

INFORMAÇÕES | RESERVAS
Pedro Baptista | Telf.: 215 927 076 | pedro.baptista@nulltryvel.pt

1ºDia - Lisboa l Santo Tirso 339Km l Amares 63Km

Saída de Lisboa pelas 08h00 rumo ao norte do país. Paragem técnica no caminho. Almoço em restaurante em Vila Nova de Famalicão. Continuação para Santo Tirso para visita ao Museu Municipal Abade Pedrosa – Museu de Escultura Contemporânea (Prémio de Reabilitação Nuno Teotónio Pereira 2016) com a autoria de Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura. Esta obra reabilita e amplia a antiga hospedaria do Mosteiro de São Bento (Monumento Nacional). Álvaro Siza Vieira, dedicou-se fundamentalmente ao desenho de um novo edifício que alberga as exposições do Museu de Escultura e Souto Moura reabilitou a ala onde se localiza o Museu Municipal Abade Pedrosa, dedicada a albergar uma coleção arqueológica. Finda a visita, saída em direcção a Amares para alojamento na Pousada de Santa Maria de Bouro mais conhecida como Pousada Mosteiro de Amares ( categoria 4**** ) localizada entre a cidade de Braga e a Serra do Gerês.

A Pousada resulta da reabilitação e reconversão do Mosteiro Cisterciense de Santa Maria de Bouro do séc. XII, envolvido em paisagens fascinantes num trabalho notável do Arquiteto Eduardo Souto de Moura. Visita, alojamento e jantar na Pousada.

 

2ºDia - Amares l Braga 24Km l Marco de Canaveses 64Km l Porto 60Km

Após o pequeno almoço saída em direcção a Braga para visitar do Estádio do Sporting de Braga (2000-2003), projecto de Eduardo Souto Moura, construído no contexto do Campeonato Europeu de Futebol de 2004. Esta obra de referência da arquitetura portuguesa contemporânea, distinguida com o Prémio Secil de Arquitetura 2004, com o Prémio FAD de Arquitetura 2005 e o Prémio International Chicago Athenaeum Museum, foi implantada numa antiga pedreira localizada na periferia da cidade. Ao contrário da maioria dos estádios de anel fechado, esta obra, encostada à pedreira é contida por apenas duas bancadas e abre-se sobre a paisagem à semelhança dos anfiteatros da Grécia Antiga ( Visita sujeita ao reinicio das visitas ). 

Breve passeio a pé pelo centro de Braga e almoço em restaurante na cidade.

Durante a tarde e já em caminho ao Porto, paragem em Marco de Canaveses para visita da Igreja de Santa Maria e Centro Paroquial (classificado como Monumento de Interesse Público). Esta obra fundamental de Álvaro Siza, o seu primeiro edifício religioso, representa uma leitura dos modelos históricos da Igreja e questiona a evolução do espaço religioso que resultou do intenso diálogo do arquiteto com o então pároco Nuno Higino, que entusiasticamente apoiou e acompanhou todo o processo de concepção da igreja.

Continuação para o Porto e Alojamento no Hotel Vincci Porto ( categoria 4* ) situado em pleno centro histórico da cidade e junto ao Rio Douro, ocupando a antiga Bolsa do Pescado, edifício de linguagem Art Déco, desenhado pelo arquiteto Januário Godinho em 1933 e agora adaptado a hotel.

Em hora a determinar, saída para jantar no Restaurante Casa D’Oro (cozinha mediterrânica – Italiana), localizado no antigo edifício de apoio à construção da Ponte da Arrábida. Regresso ao Hotel e alojamento.

 

3ºDia - Porto

Pequeno almoço e manhã inteiramente dedicada à visita da Fundação de Serralves e especialmente o edifício do Museu de Serralves (1999) (Imóvel de Interesse Público) e a nova Casa de Cinema Manoel de Oliveira (2019), duas obras exemplares de Álvaro Siza. Para além destas arquiteturas únicas, visitar Serralves é sempre um excelente pretexto para passear no magnífico Parque e conhecer as peças de Arte Contemporânea expostas entre o museu e o jardim. Almoço no restaurante do Museu de Serralves. Durante a tarde passeio de autocarro pela cidade do Porto visitando alguns edifícios de notáveis de Álvaro Siza Vieira como o Bairro da Bouça (1977/2006), e as Estações de Metro dos Aliados, de São Bento (2005-2006) com Eduardo Souto Moura (Prémio Pritzker 2011), autor do projecto do Metro Porto (2005), e ainda o edifício de Comércio de Escritório Duparque, as casas Quinta da Avenida e o edifício de escritórios do Burgo, desenhadas por este arquiteto. Ao final da tarde visita guiada da Casa da Música, projectado pelo arquiteto holandês Rem Koolhaas, como parte integrante do Porto Capital Europeia da Cultura em 2001. Apenas concluído em 2005 transformou-se logo num ícone da cidade.

Regresso ao Hotel e em hora a determinar saída para Jantar no fantástico Hotel Yeatman, em sala privada.

Regresso ao Hotel e Alojamento.

 

4ºDia - Porto l Matosinhos 9Km l Leça da Palmeira l 8km Lisboa 325Km

Após o Pequeno almoço, ‘check out’ e manhã dedicada a visita à exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras” (patente até 7 de Março 2021) na Casa da Arquitetura (2017) instalado no edifício da Real Vinícola em Matosinhos com o projecto de reabilitação e adaptação de Guilherme Machado Vaz. Esta exposição oferece uma singular e rara leitura monográfica do trabalho daquele que é considerado um dos mais prestigiados arquitetos portugueses revisitando as quatro décadas da produção arquitetónica desta figura ímpar da arquitetura mundial.

Continuação para Leça da Palmeira para visitar algumas das primeiras e mais famosas obras de Álvaro Siza – Piscinas da Marés (1966/1995 ) – visita sujeita a autorização, Piscina da Quinta da Conceição (1965/ 2020) inserida no Parque Municipal da Quinta da Conceição (1960) de Fernando Távora e almoçar na Casa de Chá de Boa Nova (1963/1991/2012), restaurante do Chef Rui Paula, galardoado com uma Estrela Michelin.

Regresso a Lisboa.

Fim da Viagem

 

programa