Viagem às Caldas da Rainha (Cidade dos Museus)

tryart

Visita aos museus das Caldas da Rainha

Miguel Soromenho

Museu da Cerâmica, Museu das Caldas ou Museu José Malhoa e Museu do Hospital das Termas das Caldas da Rainha.

Preço por Pessoa Quarto Duplo

€119

Mínimo 20 participantes

Programa inclui:

  • Acompanhamento do conferencista Miguel Soromenho durante toda a viagem;
  • Autocarro de turismo privativo para todo o percurso;
  • Refeiçáo de acordo com o programa (1 almoço) com bebidas incluidas;
  • Todas as visitas e entradas mencionadas no itinerário;
  • Todos os impostos aplicáveis;
  • Kit de higiente de prevenção ao Covid 19:
  • Acompanhamento permanente por responsável da Tryvel;
  • Seguro Multiviagens.

Programa não inclui:

  • Gratificações;
  • Tudo o que não esteja como incluído de forma expressa;
  • Despesas de caráter particular designados como extras.

Nota importante:

A presente cotação está sujeita a reconfirmação mediante as disponibilidades de voo e hotéis à data da vossa reserva. Os valores acima apresentados poderão sofrer eventuais alterações em caso de significativas oscilações cambiais e/ou de custos de combustível e/ou eventuais novas taxas, tendo em conta a conjuntura internacional até ao momento da viagem.

INFORMAÇÕES | RESERVAS
Pedro Baptista | Telf.: 215 927 076 | pedro.baptista@nulltryvel.pt

19 de Setembro (Sáb.) – Lisboa/ Caldas da Rainha/ Lisboa
Como qualquer espaço de Lisboa, os “bairros”, também a Graça tem muitos circuitos possíveis e uma história larga de séculos.

08h15 – Encontro dos viajantes em Sete Rios.

08h30 – Partida de autocarro para as Caldas da Rainha com paragem numa área de serviço.

Visita ao Museu da Cerâmica – aberto em 1983, este museu está instalado na Quinta Visconde de Sacavém, situada na zona histórica de Caldas da Rainha, próximo da antiga fábrica de Bordalo Pinheiro ( não visitável neste período de Covid ) Nas coleções do Museu da Cerâmica predomina a produção caldense que abrange desde as formas oláricas, à produção artística do século XIX, com autores como Manuel Mafra, introdutor neste centro do estilo naturalista de Bernard Palissy, até à produção contemporânea de alguns ceramistas caldenses como Ferreira da Silva ou Eduardo Constantino. Destaque para o importante e versátil núcleo de cerâmicas da autoria de Rafael Bordalo Pinheiro, executado na Fábrica de Faianças de Caldas da Rainha, bem como a produção Arte Nova de Costa Motta Sobrinho. As coleções integram ainda núcleos de miniatura com particular enfase para as as obras de Mestre Elias e de azulejaria.

Visita da loja Bordallo Pinheiro, Caldas da Rainha.

Almoço em Restaurante.

Durante a tarde visita das Termas das Caldas da Rainha – fundado em 1485 pela Rainha D. Leonor, o Hospital Termal das Caldas da Rainha é o mais antigo do mundo, contando já com cinco séculos de existência. O pavilhão do Hospital Termal, construído em finais do século XIX, com as suas altas janelas, é um belo exemplo de arquitetura termal. Visita do seu Museu do Hospital das Termas e das suas Antigas Piscinas.

Findo a visita continuação para o Parque D.Carlos I,  para entrada no Museu José Malhoa. Este mostra o maior núcleo reunido de obras do pintor José Malhoa e uma importante coleção de pintura e de escultura dos séculos XIX e XX, revelando-se a quem o visita como o museu do naturalismo português. Com uma localização de excelência no magnifico Parque D. Carlos I, em Caldas da Rainha, o edifício do Museu José Malhoa foi o primeiro a ser projetado para fins museológicos em Portugal. Este Museu tem um significado único na história da nossa cultura, revelando-se pioneiro na museologia portuguesa, quer pelo conceito arquitetónico, quer pela aplicação de princípios de conservação e adequação ao acervo de pintura e de escultura que expõe, ficando detentor de um lugar definitivo na história cultural da especialidade.

Regresso a Lisboa com chegada prevista pelas 20h00.

programa